Como funciona o sistema on-grid?

Durante o dia, os painéis fotovoltaicos captam a energia solar. O inversor converte a energia solar para o padrão utilizado nas suas tomadas sem a necessidade de obras ou alteração nas instalações da sua casa. O excedente de energia gerado, é armazenado na rede da sua concessionária.

Durante a noite, utiliza-se a energia da concessionária.

Painel Solar fotovoltaico

Painel Solar

Painel Solar ou módulo fotovoltaico, é um dispositivo composto por células de silício que absorvem a energia da luz do sol para transformá-la em energia elétrica

Inversor

Inversor Solar

Inversor é o aparelho responsável pela transformação de energia da luz solar (corrente contínua – CC) em energia elétrica (Corrente alternada – CA), necessária a utilização de aparelhos eletrodomésticos ou industriais

Relógio Bidirecional

Relógio bidirecional

Relógio bidirecional é o medidor de energia que registra a energia gerada pela placa solar, que é creditada na distribuidora, como a energia recebida da distribuidora, utilizada em dias de mal tempo ou no período noturno

Rede Elétrica

Rede Elétrica

A energia gerada pela placa solar que não for consumida pelo imóvel será transformada em crédito de quantidade de energia ativa, a ser consumida por um prazo de até 60 meses, conforme resolução da ANEEL

Veja o vídeo e tire suas principais dúvidas sobre energia solar:

  • Fico independente da concessionária?
  • Qual a diferença entre On-grid ou Off-grid?
  • O investimento vale a pena?
  • Quantos painéis eu preciso?

Solicite orçamento do seu projeto.

Entre em contato!

Perguntas frequentes

Como trata-se de aspectos de dimensionamento, projeto, normas, segurança, eletricidade, conexões, documentação e homologação, é aconselhável realizar o projeto e a instalação por profissionais habilitados e especializados.

Um sistema fotovoltaico tem vida útil de 25 a 30 anos, podendo chegar a 40 anos, sendo que a maioria dos módulos fotovoltaicos têm garantia de 25 anos para produção de pelo menos 80% da potência nominal. Já os inversores têm garantia de 5 a 15 anos.

A manutenção e limpeza dos sistemas fotovoltaicos é quase mínima e a chuva já faz grande parte do trabalho lavando a superfície das placas, porém, uma limpeza manual é necessária de tempos em tempos.

Sim, inclusive há uma Resolução Normativa da ANEEL (482/2012) aperfeiçoada pela (687/2015) que trata inteiramente sobre sistemas de microgeração e minigeração conectados à rede elétrica.

Sim, através de um sistema off grid, porém sistema fotovoltaico conectado à rede é mais eficiente, econômico, seguro ecologicamente correto e de menor manutenção, portanto é a melhor opção para as pessoas que já possuem a energia da rede pública.

Não. Os sistemas conectados à rede elétrica jogam a energia excedente na rede e o relógio Bidirecional registra esse excedente como crédito que será compensado pelo consumo durante a noite, em dias nublados ou até mesmo nos meses subsequentes.

Não, você pode utilizar a fiação elétrica já existente da sua casa ou empresa, bem como o seu telhado ou laje para fixação dos painéis. A concessionária deverá trocar o relógio de força por um relógio bidirecional.

Não. O sistema adotado no Brasil não permite a venda de energia à concessionária. No entanto existe um sistema de compensação de energia onde um crédito (produção maior que o consumo) gerado em um determinado mês pode ser utilizado em até 60 meses ou até mesmo em outra unidade consumidora do mesmo CPF ou CNPJ, dentro da mesma concessionária.

A compensação de créditos de energia é a forma como o mercado de energia solar foi regulamentado no Brasil. Quando você produz mais energia do que consumiu em um determinado mês, esta energia vai para a rede da distribuidora e se torna um “crédito de energia”. Este crédito de energia é usado para abater o seu consumo de energia em algum mês que seu sistema produzir menos energia do que você consumiu. Desta forma é possível reduzir a conta de energia em até 95%. Estes créditos possuem, validade de 5 anos.

Ele que transforma toda a energia produzida pelos painéis solares em eletricidade para sua casa ou empresa. Além disso, desempenha o papel de segurança e monitoramento da energia produzida. Tradicionalmente instalado na parede perto do quadro de distribuição, em lugar protegido da chuva e poeira.

Não, se você produzir mais energia do que consumiu e no final do mês você acumular créditos você será obrigado a pagar uma taxa mínima para a distribuidora: “ Custo de Disponibilidade”, esse custo varia de acordo com o tipo de ligação.

Isso vai depender do projeto que foi contratado para sua casa. O sistema fotovoltaico é modular e você vai adquirir e dimensionar conforme sua necessidade de consumo presente ou futuro. Você pode dimensionar um sistema para gerar só parte da energia consumida, ou até 95% de toda energia consumida, também, pode gerar um excedente para consumo no mesmo local quando necessário, ou compartilhar esses créditos em um outro imóvel da mesma titularidade e da mesma concessionária, além de poder dimensionar um projeto para um aumento de demanda, tudo isso após análise de cada caso pela empresa instaladora.

É feito um estudo através da conta de energia, conforme consumo mês a mês. A partir disso, são feitos outros estudos como: condições de instalação do local, limite de disponibilidade do ramal de entrada, e outras variáveis customizadas em cada caso e necessidade de cada cliente, objetivando um projeto que viabilize o investimento financeiro.

Os sistemas são compostos por dois componentes principais: os módulos fotovoltaicos, responsáveis pela captação da luz do sol e transformação em energia elétrica; e os inversores interativos que são responsáveis por compatibilizar e gerenciar a energia gerada pelos painéis concomitante à rede elétrica. Esse sistema funciona de forma completamente automática sem que haja necessidade de intervenção humana, portanto é 100% automatizado.

Não. Apesar da energia ter como fonte a luz solar, isso não quer dizer que em dias nublados não há radiação solar. Pelo contrário, existe radiação solar suficiente para a geração da energia em seu imóvel. No Brasil temos condições climáticas favoráveis além de podermos potencializar o sistema com acréscimo de módulos mais potentes caso seja necessário, ainda mais, se o dimensionamento foi projetado para gerar créditos extras, esses poderão ser usados nos momentos necessários através de crédito e débito.

Depoimentos

Isis Valverde

Atriz – Proprietária de Residência | Barra da Tijuca – Rio de janeiro/RJ

"Aproveitando o poder do sol para gerar energia de forma sustentável e econômica. Meus movimentos em prol do nosso mundo!"

fonte: Instagram @isisvalverde

Dudu Azevedo - 38 painéis – Ago/19

Dudu Azevedo – 38 painéis – Ago/19

Ator e Proprietário de Residência | Gávea – Rio de janeiro/RJ

"É importante economizar na conta, mas é muito mais do que isso, é uma escolha de vida. E quando você faz essa escolha, você está caminhando na direção da sustentabilidade, de uma melhor interação com o espaço em que você vive."

fonte: Depoimento para vídeo

César - 12 painéis – Fev/20

César – 12 painéis – Fev/20

Proprietário de residência | Nova Iguaçu/RJ

"Gostaria de tecer um elogio à equipe que esteve em minha casa instalando os painéis. Toda a equipe é muito educada e atenciosa, executando o trabalho com dedicação e conhecimento. Muito obrigado!"

fonte: Mensagem espontânea

Rafael Infante - 30 painéis – Dez/19

Rafael Infante – 30 painéis – Dez/19

Proprietário de residência | Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ

"Um passo de cada vez e vamos subindo a espiral da sustentabilidade. Somos tropicais e o Sol é Brasileiro! A energia do sol em casa no ano do Sol."

fonte: Instagram @rafaelinfante

José Loreto - 28 painéis- Nov/19

José Loreto – 28 painéis- Nov/19

Proprietário de Residência - Barra da Tijuca – Rio de janeiro/RJ

"A economia na conta de luz é só um detalhe MARAVILHOSO, quando o SOL gera energia sustentável para sua casa!!! Nenhum benefício é maior do que cuidar do nosso MUNDO!!!"

fonte: Instagram @joseloreto

Histórias de Sucesso